Pré-estréia

Estréias, que pena, são únicas.

Como o primeiro choro.

O primeiro passo.

O primeiro beijo.

A primeira dança.

O primeiro amor.

O primeiro filho.

Quem dera eu estreasse todos os dias.

Como se todos os nasceres do sol fossem os primeiros.

Como se todos os fins de tarde fossem únicos.

Como se a lua crescesse sempre nova, toda cheia e nunca minguasse.

Como se houvesse sempre a primeira estrela para o primeiro pedido.

Como se a música do seu “eu te amo” fosse sempre uma surpresa.

Como se andar fosse um exercício consciente.

Como se existisse sempre o primeiro gole mas nunca a gota d’água.

Como se toda onda tivesse um primeiro pulo.

Como se, eternamente, eu afundasse e emergisse nesse oceano que é a vida.

Relembrando o útero e a minha primeira estréia.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Pré-estréia

  1. Leda

    A vida nos dá muitas estréias, querida, mas nenhum ensaio. Você tem estreado lindamente na vida. Em todos os aspectos. Será que haveria graça no ensaio? Talvez só mesmo a estréia direta, a seco, traz uma emoção indescrtível, uma ousadia e audácia de quem ama viver.

  2. Maythe

    Apenas..maravilhoso.

  3. Luiz Carlos S.Pereira

    Lorena
    Você se sente tal e qual a Deus quando estreiou o mundo.Os espantos que surgiram da Sua inspiração, também são os mesmos espantos que
    você inaugura,buscando romper a rotina.
    Não deixe de estrear a cada dia que nasce,mas constrindo em vez de destruir,como fazem os senhores sem adoração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s